Como a internet me salvou novamente

Mamãe me deu uma calça muito linda uns dias pra trás. Ficou perfeita no corpo. Mas um dos dois botões soltou quando ainda estava com cheiro de nova. Encostei no armário à espera de poder ir a um armarinho mandar pregar, assim como a outra calça, que está meio encostada até eu poder comprar um cinto (ou suspensório, por que não?.

Até que hoje resolvi que eu precisava de pelo menos uma das calças pra viajar, e tentei ir no armarinho mais próximo, mas é feriado e dei de cara com a porta.

Eu fiz o que eu deveria ter feito no dia em que o botão caiu: Procurei no google “como consertar botão da calça jeans” e o yahho respostas, para a minha surpresa, tinha a resposta: “coloque um pano pra não estragar e bata com o martelo, com força.” Simples assim? Tentei e funcionou, o botão parece estar bastante firme.

São incontáveis as vezes que a internet me salvou. Quando eu estava prestes a receber os amigos e a torneira disparou a internet me ensinou a desmontar e consertar a torneira (imagina se eu tinha dinheiro para chamar encanador, até parece), já me ensinou a consertar zíper, e resolver mais um monte de coisinhas.

A propósito, o Livro “como consertar quase tudo” que eu tenho em casa ensina a consertar vários problemas com botões, mas não esse…

Assim, obrigada, google, obrigada yahoo respostas, e obrigada millah, a usuária que trouxe a resposta dos meus problemas.

7 de setembro de 2012. Tags: , , , , , . Uncategorized. 1 comentário.

Eu descobri que sei inglês

Eu não sabia inglês. Eu era capaz de jurar que não sabia. Olhava feio pro namorado quando ele dizia que não tinha legenda. Mas duas coisas mudaram isso. 

Um dia eu quis muito, muito assistir um programa, mas não havia legendas. Respirei fundo e assisti sem legenda, e, surpresa, entendi a maior parte. Depois encontrei legendas em inglês, e entendi tudo, salvo um ou outro vocabulário específico (duvido que você saiba falar nabo em inglês. E o nome do peixe pregado em inglês, qual é?)

Aí o cursinho que eu faço online tem aula de inglês. E pronto, eu entendo a aula, que é dada toda em inglês, afinal, são adultos estudando para serem oficial de chancelaria, se quisessem moleza, deviam ter sentado no pudim. E aí é isso, quando eu vi, eu estava ali, lendo e assistindo em inglês.

Não falava, mas aí, depois de duas taças de vinho eu perco a inibição e não mando mal. Não escrevia, mas um dia tive que fazer uma redação em inglês, foi vergonhoso, mas pelo menos saiu alguma coisa.

Próximo passo ler um livro. Conto com a ajuda do dicionário do kindle, mas sei que me sairei bem. Na verdade, já li um bocadinho de literatura simples em inglês, e me saí bem (li sherlock holmes, é domínio público, uso pirataria, mas sempre tento a alternativa legal)

Estou orgulhosa da minha habilidade recém adquirida. Hoje estava vendo aquele programa das pequenas misses, e podia ser em inglês ou dublado, e eu preferi em inglês, porque eu até perco umas coisas, mas entendo a essência, e estou treinando, né?

Fica minha gratidão ao Chef Gordon Ramsay, provavelmente o principal responsável pelo destravamento desse “achievement” no jogo da vida.

3 de setembro de 2012. Tags: , , . Estudos. Deixe um comentário.